“Preocupa-me que se esteja a promover de forma artificial escassez de espectro”

Os operadores discutiram a regulação do sector no congresso da APDCe não pouparam críticas à forma como o dossier de 5G tem sido gerido pela Anacom.

Se no congresso da APDC houvesse um Governo Sombra, Filipa Carvalho era a ministra da Indignação. A diretora jurídica de regulação da NOS indignava-se com a apresentação da Anacom, que dava conta dos preços das telecomunicações na Europa, em que Portugal saia menos favorecido na comparação, com os portugueses a pagarem por giga de internet preços mais caros do que a média europeia. Depois de na quarta-feira o presidente do regulador, João Cadete Matos, ter defendido a baixa de preços das telecomunicações em Portugal. A indignação dos responsáveis de regulação das operadoras com a Anacom manteve-se ao longo do debate sobre a regulação do sector. Motivo: o 5G. Os operadores não estão satisfeitos com a forma como a Anacom está gerir este dossier.

“Preocupa-me que se esteja a promover de forma artificial escassez de espectro” was last updated Novembro 27th, 2019 by APWPortugal
« Voltar ao Notícias