Carros autónomos, robôs e hologramas. 5G começa já a seguir

As frequências da TDT começam a mudar já a partir da próxima semana para dar lugar ao 5G, previsto para 2020. Operadores e Anacom em pé de guerra.

Odivelas, quarta-feira, 10 horas. Um ecrã de televisor negro assinala o pontapé de saída do 5G em Portugal. É nesse dia, no emissor de Odivelas Centro, que arranca a migração das faixas de frequência atualmente ocupadas pela televisão digital terrestre (TDT), mais tarde usadas para o 5G, uma nova geração de comunicações móveis que contém em si a promessa de carros que se conduzem a si próprios, operações ao coração feitas remotamente, fábricas robotizadas e máquinas inteligentes a falar entre si. Em abril está previsto o leilão para as faixas para o 5G. Com operadoras e Anacom em pé de guerra, o governo promete, para “muito em breve”, o plano estratégico do país para o 5G. A ressintonização do emissor de Odivelas Centro marca o início do que promete ser a nova revolução tecnológica. E para que tudo comece há que, literalmente, desligar fichas. “Por volta das 10.00 chegamos ao local e com as nossas equipas técnicas e com as do fabricante, a alemã Rohde & Schwarz, vamos desligar o emissor que está a emitir na frequência do canal 56 e vamos ligar os cabos do emissor em produção a um emissor temporário”, descreve Luís Alveirinho, administrador com o pelouro tecnológico da Altice Portugal, a operadora que tem a gestão da rede TDT. Se morar no concelho de Odivelas (bem como nas freguesias de Lumiar, Carnide e Santa Clara, em Lisboa, Encosta do Sul, na Amadora), se estiver a ver televisão vai ter por uns minutos o ecrã negro até os cabos serem ligados ao emissor provisório. Será o coração da emissão, até o emissor principal ser ressintonizado para o novo canal, o 35. Em casa terá apenas de ressintonizar o seu televisor para o novo canal.

Carros autónomos, robôs e hologramas. 5G começa já a seguir was last updated Novembro 27th, 2019 by APWPortugal
« Voltar ao Notícias