Autoridade da Concorrência confirma buscas, mas não as empresas visadas. As buscas decorrem nas quatro principais operadoras: a Altice/Meo, a Nos, a Vodafone e a Nowo

Autoridade da Concorrência confirma buscas, mas não as empresas visadas. As buscas decorrem nas quatro principais operadoras: a Altice/Meo, a Nos, a Vodafone e a Nowo.

As quatro principais operadoras de telecomunicações — a Altice/Meo, a Nos, a Vodafone e a Nowo — estão a ser alvo de buscas por parte da Autoridade da Concorrência, de acordo com informação avançada esta sexta-feira pelo Jornal de Negócios e posteriormente confirmada pelo Observador.

Em comunicado enviado às redações, a AdC indica que “confirma a realização de diligências de busca e apreensão em cinco localizações de quatro empresas de telecomunicações por suspeitas de práticas anticoncorrenciais lesivas da liberdade de escolha do consumidor”.

O regulador não confirma que as empresas visadas são a Altice/Meo, a Nos, a Vodafone e a Nowo, referindo apenas que “as buscas em causa têm estado a ser realizadas mediante autorização do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa e contam com o acompanhamento da Divisão de Investigação Criminal da PSP de Lisboa”.

“A AdC decretou o segredo de justiça no presente processo de contraordenação, a fim de preservar os interesses da investigação”, conclui.

Desde o início de 2017, recorca o regulador, a AdC realizou 19 diligências de busca e apreensão em 43 instalações, nomeadamente “nos setores do transporte fluvial turístico, ensino da condução, distribuição e grande distribuição, segurador, associativo do setor alimentar e associativo de publicidade”.

Autoridade da Concorrência confirma buscas, mas não as empresas visadas. As buscas decorrem nas quatro principais operadoras: a Altice/Meo, a Nos, a Vodafone e a Nowo was last updated Janeiro 2nd, 2019 by APWPortugal
« Voltar ao Notícias